Subindo o Solimões

Subindo o Solimões

Subindo o Solimões

Autor:
Leone Porto
Ebook

Desde que conheci a Amazônia fiquei imaginando como contar o que é a vida naquele mundão de meu Deus a quem não teve, e talvez não tenha, a oportunidade de viver essa interessante experiência.
Afinal, aquela região é a metade do território do Brasil, mas é a metade que a maioria dos brasileiros desconhece... e olha que ainda tem Amazônia em mais oito países vizinhos.
Invariavelmente quando alguém diz que já esteve por aqueles recantos se refere a Belém, Manaus, às suas imediações, ou mesmo à sua borda sul, ou seja, na reduzida parte onde acontece o dito turismo ecológico ou na parte em que a agroindústria vem avançando. Mas, não onde acontece verdadeiramente a vida naquela imensa região de água e floresta, aquela vida que existe em seu interior por muitas e muitas gerações.
O que tenho lido a respeito foi um bocado de crônicas e contos sobre um tantão do que ocorre nas entranhas daquele mundo sui generis. Boa literatura.
Mas, aqui vou tentar fazer um pouco diferente, esmiuçando um bocado o jeito de viver do caboclo, aquela conversa de pé de ouvido no dia a dia com a mata e com o rio e que tem permitido sua gente sobreviver ali por tanto tempo.
Caçando u'a maneira de fazer a coisa ficar interessante findei por achar que se colocasse o assunto como uma aventura e contada por um forasteiro que ali viveu por algum tempo e, portanto, teve de se integrar à cultura do lugar e também se sentir gente do lugar, talvez fosse possível levar as pessoas a ler um pouco sobre a vida amazônida.
Daí surgiu a ideia de transformar em um pequeno livro os registros amontoados durante uma viagem de barco que fizemos, minha esposa e eu, subindo boa parte do principal rio que corta ao meio o Estado do Amazonas, o Solimões, na verdade uns 1.000 km de Manaus a Jutaí.
É como se fosse um diário de viagem, com breves comentários a respeito do que fomos observando e do que foi acontecendo durante o percurso da origem, o porto de Manaus às margens do rio Negro, ao destino, a vila de Copatana, no rio Jutaí, e o retorno até a cidade de Tefé, bem no centro daquele estado.
Também busquei no fundo do baú uns fatos do passado enxertando-os no meio do texto, para ajudar entender como funcionavam as coisas por ali.
A linguagem de propósito tem um bocado da mistura do "goianês" com o "caboclês", pois, afinal, é o relato de um forasteiro adaptado ao contexto daquela região, de como foi possível perceber e sentir a vida naquele mundo onde a natureza ainda ditava à época o ritmo da vida.

Idioma:
Português
Categoria:
Não-ficção

Mais informações sobre esse título

Editora:
Simplíssimo
Publicado:
2019-02-04
ISBN:
9788582456378

    Conteúdos similares

    Hitta storyn som passar just dig

    Henrik Karlsson

    "Har precis startat en provperiod hos Storytel och det är det bästa jag någonsin gjort. Att lyssna ger mig full koncentration på boken samtidigt som jag kan pyssla med annat."

    Birgitta Johansson

    "Det bästa som har hänt mig på länge. Dessutom lyssnar jag på böcker som jag nog aldrig hade kommit mig för att läsa annars. Jag lyssnar i bilen, på promenaden eller när jag städar."

    Birgitta Lindh

    "Jag och min man delar familjeabonnemanget och har haft Storytel i 5-6 år. Vi är så nöjda med både appen och Readern. Här finns ett stort bokutbud som passar oss båda!"